Algumas das principais superstições de Ano Novo do Brasil e da América Latina!

Ano Novo, data memorável para todo mundo, uma dia que você encerra uma ano, seja ele maravilhoso ou não, para iniciar um novo, cheio de esperança e expectativa, expectativa essa de sempre superar o ano anterior, seja em qualquer sentido. E foi nesse sentido que surgiram as superstições de Ano Novo, superstições para que quer iniciar o ano de uma nova maneiro.

Mas se são verídicas ou não, ninguém sabe, mas que nem que seja de brincadeira, é sempre bacana fazer algumas. Vai que né?! Acontece…

Então aqui estão algumas delas, para você soltar a imaginação, juntar com a turma e tentar garantir um prospero ano novo;

Uvas á Meia-Noite:A tradição de comer 12 uvas exatamente à meia-noite chegou à América Latina graças aos espanhóis. Para se ter 12 meses de boa sorte e prosperidade, é necessário comer uma uva a cada uma das 12 badaladas.

A queima do Boneco: Diverso países latino-americanos têm na queima de bonecos um costume para datas importantes. Colômbia, Equador, Peru e Venezuela o fazem no fim do ano, e por isso o boneco invariavelmente é batizado de Ano Velho ou O Velho.

A ideia é juntar-se a parentes, amigos e vizinhos para criar bonecos que representem acontecimentos ou personagens negativos do ano que termina. E queimá-los como forma de, ao menos simbolicamente, deixá-los para trás.

Saltar 7 ondas: Entrar no mar à meia-noite e saltar sete ondas, fazendo sete desejos, é um costume conhecido dos brasileiros. O mar está associado à purificação em muitas culturas ao longo da história. E, neste caso em particular, a tradição remete às raízes africanas.

O sete é um número espiritual na umbanda e está vinculada à deusa das águas, Iemanjá. Segundo esta tradição de Ano Novo, essa é uma forma de ganhar forças para passar por cima das dificuldades.

Mas os saltos não podem ser feitos com as costas para o mar, pois isso traz má sorte com o dinheiro.

copa-reuters

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*